Chegou o frio… E agora?


Chegou o frio… E agora?

Mesmo morando em um país tropical, as variações climáticas sempre acabam nos fazendo aumentar as camadas de roupas quando o friozinho chega aqui no Brasil. Nesses momentos, é a hora em que as mamães e papais de pet geralmente se perguntam:
“E o meu bichinho? Será que ele sente frio também?” 

A resposta para essa pergunta, como pode-se imaginar, é sim. Apesar de características bem diferentes das nossas, os nossos animaizinhos também são afetados pelas baixas temperaturas. Por essa razão, é imprescindível adaptar a rotina quando entramos em temporadas mais frias. 

Pensando nisso, o PetNosso separou algumas dicas que podem ser valiosas na hora de preservar a saúde e o bem-estar do seu amigo de quatro patas nesses momentos! 

1. Quais são as raças de cães mais sensíveis ao frio? 

Existem algumas raças de cães que amam o frio, como é o exemplo do Husky Siberiano. Isso porque sua origem se deu em áreas extremamente geladas, e dessa forma, seu corpo se desenvolveu adaptado a esse tipo de clima. Essa raça possui dupla camada de pelos, o que lhe garante um ótimo isolamento térmico e permite que o husky se dê bem com as baixas temperaturas (e até prefira elas). 

Para manter a temperatura corporal, nossos pets dependem principalmente desse isolamento térmico, que só é possível por conta da pelagem e da gordura de seus corpos. Dessa forma, raças de cães mais magrinhas e com pelagem menos densas são mais suscetíveis a sofrerem com temperaturas baixas

Podemos citar como alguns exemplos as raças: Chihuahua, Pinscher, Pitbull Terrier, Bulldog Francês, Pug e todas que sigam essa característica de pelos não muito espessos, que facilitam a perda do calor corporal. 

2. Melhores métodos para aquecer os pets durante o inverno 

Há algumas técnicas que podem ajudar a manter nossos bichinhos protegidos em períodos de temperaturas mais baixas. A primeira delas é manter os pets dentro de casa nesses momentos, para que, dessa forma, ventos gelados, chuvas e outros fenômenos climáticos não causem problemas à saúde dos bichinhos. 

Se for necessário deixar seu pet do lado de fora, é essencial que a casinha dele seja colocada no lugar mais fechado possível, de preferência com a entrada de frente para uma parede. Essa é uma dica que geralmente passa batido, mas que é muito importante, pois assim, o interior da casinha não é atingido por correntes de ar gélidas mais fortes. 

Colocar cobertores na casinha ou na caminha que seu pet usa para repousar é uma ótima técnica para ajudá-lo a se aquecer. Além disso, as roupinhas são adereços importantes nessas épocas do ano, especialmente aquelas que são feitas de tecidos mais quentes, como a lã ou o algodão

3. Temperaturas mais baixas exigem algumas mudanças na rotina 

É importante salientar que as adaptações no cotidiano do pet precisam ser adotadas durante o inverno, para que a saúde do bichinho não seja prejudicada. Recomenda-se que a frequência de banhos tenha intervalos maiores entre si, e quando realizados, que sejam feitos com água morna e em um ambiente que não tenha correntes de ar, para prevenir danos à saúde de nossos pets. 

Da mesma forma, também é preferível diminuir as tosas durante esses períodos. Como já explicado no primeiro tópico, os pelos são essenciais para garantir que nossos bichinhos se mantenham aquecidos. Assim, deixar a pelagem mais espessa é o melhor a ser feito nessas épocas mais frias. 

O inverno também é o período onde nossos pets se tornam mais vulneráveis a serem afligidos por doenças, como gripes, resfriados e até mesmo uma pneumonia. Por maiores que sejam nossos cuidados com os nossos melhores amigos, ainda assim, eles podem acabar sofrendo com esses malefícios, e nesses momentos, a maior recomendação é procurar um veterinário

É essencial termos um profissional de confiança disponível para cuidar dos nossos bichinhos nesses momentos, e é pensando nisso que o PetNosso surgiu. Somos um Plano de Assistência Pet, que busca disponibilizar veterinários que contam com toda a experiência e dedicação que o seu melhor amigo merece. 

Além de disponibilizar atendimento 24 horas por dia, também garantimos uma cobertura para exames, internações, tratamentos e as principais vacinas que o seu bichinho precisa tomar, tudo incluso no plano! 
Quer conhecer mais sobre o PetNosso?  
Clique aqui para conferir nossos planos e coberturas, garantindo a segurança e a maior qualidade de vida que seu pet pode ter! 

. Cookies

Cookies.

Utilizamos cookies para aprimorar a experiência no site. Ao continuar navegando, você concorda com o nosso Termo de uso e Política de Privacidade.

Permito o uso de cookies para: